Pane na Internet paralisou sistemas em São Paulo

Painkiller
Pane na Internet paralisou sistemas em São Paulo
Votar

telefonica_logo

Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, prefeitura, CET, Detran, Poupatempo e outros órgãos públicos no estado de São Paulo ficaram sem acesso aos sistemas de informática ligados à internet da noite de anteontem até a noite de ontem. Milhares de pessoas ficaram sem acesso à internet em 407 municípios de São Paulo. O problema em uma das redes de transmissão de dados da companhia – que atende a grandes empresas privadas e a órgãos públicos federais – limitou o acesso à rede durante todo o dia.

A companhia tem 2,2 milhões de assinantes do serviço de internet Speedy – um em cada quatro pontos de internet rápida existentes no País, estimados em 8 milhões. Segundo a Telefônica, porém, a pane atingiu apenas os clientes empresariais do serviço, mas não foi possível, até as 19 horas, fazer um levantamento numérico. Os usuários residenciais que tiveram problemas provavelmente estavam conectados a provedores de internet que se utilizam da rede da companhia.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informou que está apurando os motivos da pane e não definiu ainda quais tipos de punições a empresa poderá sofrer pelo transtorno causado aos usuários. No setor de energia, quando ocorre um apagão, um processo é aberto pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para apuração das causas e dos prejuízos, o que muitas vezes resulta em multa para a empresa responsável.


Segundo o Instituto de Defesa do Consumidor (Idec), a Telefônica deverá, por lei, abater da mensalidade dos assinantes os dias em que o serviço ficou indisponível. Além disso, poderá ter de ressarcir eventuais danos morais ou materiais dos clientes. A Procuradoria de Defesa do Consumidor (Procon) deu 24 horas para a companhia explicar o que ocorreu. Entre os órgãos públicos, a Prodesp adiantou que aplicará as multas e as penalidades previstas em seu contrato com a prestadora de serviço. A advogada do Idec, Daniela Trettel, comentou ainda de medidas que previnam o problema: “uma cidade como São Paulo não pode depender de somente duas ou três empresas que prestam um serviço tão importante como é o da internet banda larga”

A Telefônica, que classificou a pane no sistema de transmissão de dados como um “evento técnico complexo e raro”, publicou uma nota na noite de ontem, às 20h30, informando que normalizou o funcionamento de seus serviços de transmissão de dados na capital paulista, assim como nos demais municípios da Grande São Paulo, nas cidades do Vale do Paraíba e do litoral. Porém, o problema persiste em outros municípios do interior do Estado. Segundo a empresa, “mais de 80% dos circuitos que compõem a rede de transmissão de dados para serviços corporativos da Telefonica haviam voltado”.

Artigos relacionados

Temas
Tecnologia é Tudo © 2018 - Todos os direitos reservados.Desenvolvido por Alyen Studio

Send this to a friend