LHC volta com metade da capacidade

Alyen

lhc-cern

O colisor de partículas construído para reproduzir a origem do universo voltará a funcionar em novembro com menor capacidade energética.

A maior e mais complexa máquina já construída é criação da Organização Europeia para Pesquisas Nucleares (da sigla em francês CERN).

O Large Hadron Collider (LHC) de mais de 9,4 bilhões de dólares se superaqueceu nove dias após sua estreia, em setembro do ano passado, e suas atividades precisaram ser interrompidas.

Em comunicado, o CERN informou que pretende reiniciar as operações do colisor com apenas 3.5 TeV por feixe, até que “uma significativa quantidade de dados seja coletada e a equipe de técnicos esteja acostumada com a máquina.”

“O LHC é uma máquina muito mais compreensível do que era há um ano”, declarou o diretor geral do CERN, Rolf Heuer, “Podemos esperar bons resultados para o inverno (no hemisfério norte) e para os próximos dois anos.”

O LHC recriará as supostas condições da origem do universo, após o “Bing Bang”, 13,7 bilhões de anos atrás.

[easy-social-share buttons="facebook,twitter,google,pinterest,print,mail,love" counters=1 counter_pos="insidebeforename" style="button" point_type="simple" url="https://www.tecnologiaetudo.com/comunidade/lhc-volta-com-metade-da-capacidade/" text="LHC volta com metade da capacidade"]

Artigos relacionados

Temas
Tecnologia é Tudo © 2020 - Todos os direitos reservados.Desenvolvido por Alyen Studio